Negócios na era da informação: um novo jeito de importar

novo jeito de fazer negócios.fw

Hoje em dia, podemos observar no cenário de negócios uma nova possibilidade de como executá-los. As transações, hoje, são muito influenciadas pelas informações disponíveis nas redes de comunicação – algo que não existia há alguns anos atrás. Mas será que todo empresário sabe como se comportar nesse novo modelo de negócios?

Visualize comigo este cenário: o empresário decide importar; toma uma decisão baseada no feeling; não consegue lidar com as mudanças do “Mundo Novo” – da informação – e enfrenta uma série de dificuldades; a importação já não é mais a mesma. O antigo jeito de fazer negócios caiu por terra. E agora? Como desbravar este novo cenário de negócios na era da comunicação?

mudanças da era da informação

 

Todos os dias, somos bombardeados com dados e ficamos limitados em termos de recursos para gerenciar uma quantidade inestimável de informações. O fluxo de informações ficou mais acelerado e intenso, e novas fontes são produzidas constantemente e ininterruptamente. O empresário que não souber lidar com isso acaba fugindo do cerne do seu negócio, tendo que submeter-se a situações inesperadas, sem saber lidar com elas.

Há uma grande diferença entre o velho e o novo jeito de importar e exportar. No antigo, vemos negociadores cheios de dúvidas. Não sabem se o custo de seus produtos é competitivo, se estão fazendo uma boa compra, ou o que seus concorrentes andam fazendo.

Já no novo jeito de importar, vemos um player global bem posicionado, bem equipado com conhecimento em comércio exterior e direito internacional, focado na essência de sua missão, trazendo sucesso e reconhecimento para sua empresa.

Com qual lado você se identifica mais?

Quer saber como mudar do lado dos perdedores para o dos ganhadores? Te digo como.

informação

 

“Mas Mário, como vou lidar com este fluxo infinito de informações?”

Opa! Atenção aqui: a informação não é um fator negativo! Pelo contrário, nós entendemos que o acesso à informação, com base em dados estratégicos, torna as decisões dos negócios mais assertiva.

informação é ganho de poder

Antigamente, o comércio exterior era engessado com poucas informações. Junto a isso, a mudança constante da legislação, além da burocracia e dificuldade de acesso a informações levava as empresas e tomadores de decisões a terem receio, medo e aversão a riscos inerentes ao comércio exterior. Confira algumas dificuldades que podem permear essas decisões no comércio exterior:

[table id=23 /]

Entretanto, diante de todas essas dificuldades, há uma solução.

Na nossa visão, o acesso e uso correto das informações resolvem os problemas da nova era. Antigamente, uma empresa respeitada tinha que ser de grande porte. Hoje em dia, a empresa não precisa ser grande, e sim ter agilidade e ferramentas para evitar riscos e se tornar mais competitiva. Por isso, a dinâmica do jogo mudou.

agreement-3489902_1280

Os perdedores de hoje são empresas que já tiveram seu sucesso, e agora permanecem na zona de conforto, sem ir a lugar algum, sem buscar novas oportunidades. E os ganhadores têm aquele pensamento dinâmico, essencial para sempre se reinventar e buscar algo a mais. Tudo com uma coisa muito simples: trabalho da informação.

Agora, o questionamento é de qual lado você vai ficar: dos ganhadores, dominadores do novo jeito de fazer negócios, ou dos perdedores.

E aí? Você vai se movimentar?

Por Mário Lopes, diretor da IBSolutions – Soluções em Comércio Internacional.

 

Seu e-mail (obrigatório)

Seu Telefone (obrigatório)

Assunto (obrigatório)

Sua mensagem (obrigatório)

 

Os comentários estão encerrados.