Quer saber como importar vinho?

Você sabia que o vinho é uma das bebidas mais importadas pelo Brasil? Pois é.

Hoje estamos entre os 15 maiores mercados importadores de vinhos do mundo. O consumo dessa bebida tem aumentado no Brasil e as perspectivas de crescimento são bem otimistas.

Sabendo disso, que tal importar vinho e transformar isso em um negócio? Para responder a essa pergunta, resolvemos compartilhar com você 10 anos de experiência na importação de vinho.

Nesse artigo você encontrará:

  • Cenário atual e oportunidades com a importação de vinho
  • Procedimento junto aos Órgãos Anuentes
  • Impostos incidentes na importação
  • Etapas do projeto de importação
  • Custos na importação de vinho
  • Dicas para a importação de vinho

Cenário atual e oportunidades com a importação de vinho

Andando pela sessão de vinhos do seu supermercado preferido, já notou que nos últimos anos houve o aumento de variedades de vinhos?

E para você que já importa indiretamente comprando de alguma importadora, deve estar familiarizado com o seguinte cenário: aumento do preço dos produtos importados comprados no mercado interno e falta de garantia de fornecimento contínuo dos produtos.

Estes fenômenos ocorrem porque o empresário, na verdade, está importando indiretamente por meio de seu fornecedor, e porque as tradings que realizam a importação retiram o produto de seu portfólio, acabando com a garantia de fornecimento contínuo.

Quando você importa diretamente, esses problemas enfrentados hoje cessam, e ainda há uma gama de benefícios para a sua empresa:

Oportunidades para quem ainda NÃO importa

  • Possibilidade de busca de oportunidades para a importação de novos produtos inexistentes no Brasil;
  • Desenvolvimento de parcerias com fornecedor de referência mundial;
  • Atendimento de nichos de mercado ainda ignorados pelos grandes importadores.

Oportunidades para quem JÁ importa indiretamente

  • Desenvolvimento da importação direta na busca de melhores margens de lucro;
  • Desenvolvimento de parcerias com fornecedor de referência mundial;
  • Aumento da gama de produtos por meio da importação consolidada (vários produtos e vários fornecedores);
  • Maior controle e segurança nas operações de importação.

Você deve estar se perguntando como posso aproveitar essas oportunidades? Fique conosco que descobrirá alguns caminhos.

Confira aqui 10 dicas para formalização da importação. 

Procedimento junto aos Órgãos Anuentes

Para importar vinho, será necessário cumprir os procedimentos junto à Receita Federal e Ministério da Agricultura, o MAPA. Para saber como importar vinho, é necessário atentar-se a essas etapas.

Resumidamente são 4 etapas que deverão ser seguidas. São elas:

  1. Habilitação da empresa no Radar – análise da Receita Federal para permitir ou não que a empresa possa fazer importação.
  2. Registro da empresa como importadora de bebidas – procedimento realizado junto ao MAPA antes da importação.
  3. Análise documental e laboratorial pelo MAPA – quando a mercadoria estiver no Brasil, serão coletadas amostras dos vinhos pelo MAPA para posterior liberação das mercadorias para o desembaraço aduaneiro (pagamento de impostos e liberação junto à Receita Federal);
  4. Desembaraço aduaneiro na Receita Federal – etapa de pagamento de impostos e análise documental e de mercadorias quando necessário.

tratamento administrativo vinho

Impostos incidentes na importação

No Brasil a importação está sujeita a 5 impostos. São eles:

II – Imposto de Importação

IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados

PIS – Programa de Integração Socia

COFINS – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social

ICMS – Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação.

 

como-importar-vinho-impostos

 

A soma do percentual total de impostos não será a soma dos percentuais individuais, pois há diferentes bases de pagamento. Como exemplo temos o caso abaixo.

Configuração do embarque

embarque - como importar vinho

Cálculo dos impostos

como-importar-vinho-impostos

Notem que no exemplo acima, o percentual total dos impostos sobre o valor das mercadorias é de 90,73%. A soma dos percentuais seria 66,75%.

Isso significa que a cada US$ 1 de produto tem de se adicionar US$ 0,90 de impostos.

 

Custos na importação de vinho – como importar vinho

Dividimos os custos de importação em 3 matrizes, sendo: custos na origem, custos internacionais e custos no destino.

Custos na origem – custos desde a fábrica do exportador até o (aero) porto de embarque

  • Despacho aduaneiro;
  • Embalagem de embarque;
  • Documentos;
  • Transporte interno da fábrica do exportador;
  • Armazenagem.

 

Custos internacionais – do (aero) porto de origem ao (aero) porto de destino

  • Frete internacional;
  • Seguro internacional.

Custos no Brasil – custos desde o armazém do (aero) porto até o local do importador

  • Despacho aduaneiro no Brasil;
  • Taxas Siscomex (utilização do sistema do Governo);
  • Impostos na importação;
  • Documentos;
  • Marinha mercante – taxa de 25% sobre frete e capatazias;
  • Taxas do frete internacional;
  • Despachante aduaneiro;
  • Transporte interno da fábrica do exportador;
  • Armazenagem.

O perfeito entendimento dos custos acima faz toda a diferença na viabilidade de importação de vinhos.

 

Dicas de como importar vinho

A importação de vinho é uma oportunidade interessante como já dito acima. Entretanto é necessário se atentar aos detalhes.

Para que você tenha sucesso nessa empreitada, compartilhamos dicas dadas por nosso pessoal de projeto e embarque.

  • Estude seus concorrentes. Eles podem te dizer muitas coisas, principalmente sobre o que não fazer;
  • Busque atender nichos de mercados ainda não explorados pelos concorrentes. Para isso, visite o mercado e converse com potenciais clientes. Você pode se surpreender;
  • Familiarizar-se com os procedimento e custos com a importação para a melhor tomada de decisão;
  • Sempre que possível conte com a ajuda de um profissional de importação;
  • Não desenvolva fornecedores e sim parcerias. Há muitos produtores que querem enviar seus produtos ao Brasil e você pode ser a ponte;

 

Agora que você já tem as informações iniciais para o seu projeto, resta colocá-lo em ação. Na teoria, tudo parece muito simples, mas como empreendedor, sabe o quão complicado um processo de negócios pode ser.

Por isso, porque não contar com uma equipe especializada para que seu projeto tenha bons resultados? Clique aqui e saiba mais como a IBSolutions pode caminhar com você.

.

Veja também

Primeiros passos na Importação – Como importar e o que importar

Quanto custa importar e vale a pena importar?

10 fatos que você precisa saber antes de abrir uma empresa importadora

.

Quer saber mais sobre importação e exportação ou de que forma podemos te ajudar? Entre em contato conosco.

.

Os comentários estão encerrados.

WhatsApp chat