Como importar correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço

Como importar correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço

Capa - Como importar correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço

Como importar correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço

A indústria brasileira, apesar de ser robusta, ainda é muito dependente da importação de determinadas partes e peças. É o caso de correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço.

As correntes estão em quase todos os segmentos da indústria, seja para elevar, transmitir ou transportar. Suas características também podem mudar dependendo da necessidade para a qual será atribuída.

Usadas em produtos acabados ou em maquinário pesado de produção, suas formas podem mudar, desde correntes de rolo, que têm maior resistência, de bucha, para reduzir os ruídos da transmissão até a gall, para transporte de cargas.

Dessa maneira, considerando a importância das correntes no desempenho da sua indústria, ter em mãos um fornecedor que ofereça as características que vão atender à sua necessidade e pelo melhor preço do mercado deve ser visto como prioridade.

Quer saber como tornar mais competitiva a compra de peças para a sua indústria? Fique conosco e tenha acesso a informações valiosas para o seu negócio.

Nesse artigo você encontrará:

  • Cenário atual e oportunidades com a importação de correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço
  • Classificação fiscal (NCM)
  • Procedimento junto aos Órgãos Anuentes
  • Impostos incidentes na importação
  • Etapas na importação de correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço
  • Custos na importação de correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço
  • Lista de peças importadas
  • Dicas de como importar correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço

 

Cenário atual e oportunidades com a importação correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço

Como importar correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço (ilustração)

Importação total entre os anos de 2017 e 2019

Ano Valor FOB (US$) Variação Quilograma Líquido Variação FOB/KG
2017 84.945.986 33.381.244 2,54
2018 114.556.291 -35% 47.454.226 42% 2,41
2019 90.234.231 21% 33.795.570 -29% 2,67

 

Importação total no ano de 2019 por classificação fiscal

NCM Descrição Valor FOB (US$) Quilograma Líquido
7315.11.00 Corrente de rolos, de ferro fundido, de ferro ou aço 34.697.171 12.343.587
7315.12.10 Corrente de transmissão, de ferro fundido, de ferro ou aço 19.935.739 12.404.169
7315.12.90 Outras correntes de elos articulados, de ferro ou aço 14.315.446 3.332.239
7315.19.00 Partes de correntes de elos articulados, de ferro ou aço 7.029.294 969.761
7315.20.00 Correntes antiderrapantes, de ferro fundido, ferro ou aço 6.816.052 1.212.973
7315.81.00 Correntes de elos com suporte, de ferro fundido, ferro ou aço 3.266.595 775.823
7315.82.00 Outras correntes de elos soldados, de ferro fundido, ferro ou aço 2.237.323 490.087
7315.89.00 Outras correntes e cadeias, de ferro fundido, ferro ou aço 1.936.611 2.266.931

 

Os principais países fornecedores em 2019 são:

Países  Valor FOB (US$) % FOB
China 45.559.629 50%
Estados Unidos 7.866.721 9%
Alemanha 6.972.707 8%
Japão 5.306.537 6%
Itália 4.085.872 5%
Taiwan (Formosa) 1.794.918 2%
Áustria 1.786.637 2%
Tailândia 1.115.058 1%

 

Fonte: Siscomex

A principal origem é a China, seguido dos Estados Unidos. Outos países com relevância são: Alemanha, Itália e Japão.

Uma parte desse comércio é feito entre matriz e filial, como no caso de empresas localizadas na Europa.

O importador hoje tem à sua disposição uma variedade de modelos e a oportunidade de desenvolver produtos sob encomenda equilibrando assim preço e qualidade.

Mesmo que seja um produto já importado regulamente por vários intermediários, nunca como antes se apresentou uma oportunidade de importação como agora. Dólar alto e capital financeiro escasso, tornam necessária a compra mais competitiva desses itens.

O desenvolvimento da importação direta, buscando produtos com preço e qualidade diretamente de fornecedores com referência e qualidade internacional pode ser uma realidade para a sua empresa.

 

Oportunidades para quem ainda JÁ importa

 

  • Possibilidade de busca de oportunidades para a importação de novos produtos inexistentes no Brasil;
  • Desenvolvimento de parcerias com fornecedor de referência mundial;
  • Atendimento de nichos de mercado ainda ignorados pelos grandes importadores;
  • Aumento da gama de produtos por meio da importação consolidada (vários produtos e vários fornecedores).

 

Oportunidades para quem NÃO importa diretamente

 

  • Desenvolvimento da importação direta na busca de melhores margens de lucro;
  • Desenvolvimento de parcerias com fornecedor de referência mundial;
  • Maior controle e segurança na compra de produtos estrangeiros com a importação direta;
  • Atendimento de nichos de mercado ainda ignorados pelos grandes importadores.

 

Você deve estar se perguntando, como posso aproveitar essas oportunidades? Fique conosco que descobrirá alguns caminhos.

 

Classificação Fiscal (NCM)

7315 – Correntes, cadeias, e suas partes, de ferro fundido, ferro ou aço.

NCM Descrição
7315.11.00 Corrente de rolos, de ferro fundido, de ferro ou aço
7315.12.10 Corrente de transmissão, de ferro fundido, de ferro ou aço
7315.12.90 Outras correntes de elos articulados, de ferro ou aço
7315.19.00 Partes de correntes de elos articulados, de ferro ou aço
7315.20.00 Correntes antiderrapantes, de ferro fundido, ferro ou aço
7315.81.00 Correntes de elos com suporte, de ferro fundido, ferro ou aço
7315.82.00 Outras correntes de elos soldados, de ferro fundido, ferro ou aço
7315.89.00 Outras correntes e cadeias, de ferro fundido, ferro ou aço

 
Procedimento junto aos Órgãos Anuentes

Sem procedimento especial junto aos órgãos anuentes, além da liberação na Receita Federal.

1) MATERIAL USADO

Se mercadoria for usada, sujeita à anuência do MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, COMÉRCIO EXTERIOR E SERVIÇOS

Impostos incidentes na importação

 

No Brasil a importação está sujeita a 5 impostos. São eles:

 

II – Imposto de Importação

IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados

PIS – Programa de Integração Social

COFINS – Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social

ICMS – Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação.

Alíquotas de impostos:

NCM Descrição II IPI PIS COFINS ICMS
7315.11.00 Corrente de rolos, de ferro fundido, de ferro ou aço 14,00% 15,00% 2,10% 9,65% *
7315.12.10 Corrente de transmissão, de ferro fundido, de ferro ou aço 14,00% 15,00% 2,10% 9,65% *
7315.12.90 Outras correntes de elos articulados, de ferro ou aço 14,00% 15,00% 2,10% 9,65% *
7315.19.00 Partes de correntes de elos articulados, de ferro ou aço 14,00% 15,00% 2,10% 9,65% *
7315.20.00 Correntes antiderrapantes, de ferro fundido, ferro ou aço 14,00% 15,00% 2,10% 9,65% *
7315.81.00 Correntes de elos com suporte, de ferro fundido, ferro ou aço 14,00% 15,00% 2,10% 9,65% *
7315.82.00 Outras correntes de elos soldados, de ferro fundido, ferro ou aço 14,00% 15,00% 2,10% 9,65% *
7315.89.00 Outras correntes e cadeias, de ferro fundido, ferro ou aço 14,00% 15,00% 2,10% 9,65% *

 

*ICMS de acordo com alíquota estadual

 

Importante: Em alguns casos há a possibilidade da necessidade de Licença de Importação. Para ter essa confirmação consulte seu departamento fiscal ou seu prestador de serviço de importação.

 

Etapas na importação de correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço

 

Resumidamente são 6 etapas que deverão ser seguidas. São elas:

 

  1. Levantamento e seleção de potenciais fornecedores de acordo com a demanda de cada projeto em termos de quantidade, configuração do produto, conhecimento do mercado e qualidade;
  2. Análise de cenários de custo de importação com diferentes quantidades e taxas de cotação de moeda (considerando a alta variação cambial);
  3. Validação de fornecedor e amostras;
  4. Estruturação da empresa – Habilitação da empresa no Radar – análise da Receita Federal para permitir ou não que a empresa possa fazer importação;
  5. Embarque e emissão de documentos;
  6. Desembaraço aduaneiro na Receita Federal – etapa de pagamento de impostos e análise documental e de mercadorias quando necessário e entrega das mercadorias no importador.

Custos na importação de correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço

  • Frete internacional;
  • Seguro internacional.

 

Custos no Brasil – custos desde o armazém do (aero) porto até o local do importador

  • Despacho aduaneiro no Brasil;
  • Taxas Siscomex (utilização do sistema do Governo);
  • Impostos na importação;
  • Documentos;
  • Marinha mercante – taxa de 25% sobre frete e capatazias;
  • Taxas do frete internacional;
  • Despachante aduaneiro;
  • Armazenagem;
  • Transporte interno do (aero) porto até o local do importador;

O perfeito entendimento dos custos acima faz toda a diferença na viabilidade de importação de luvas de proteção de plástico

Lista de peças importadas

Abaixo indicamos alguns dos produtos importados na classificação fiscal em questão.

  • Correntes de aço, de elos articulados, de rolos, de uso em equipamento industrial
  • Corrente de aço para transmissão de força própria
  • Correntes transportadora de rolo articulada
  • Corrente de regulagem
  • Correntes de transmissão industrial
  • Corrente de aço de rolos do extrator secundário montado em pulverizadores autopropelidos
  • Correntes industrial de elos articulados, em aço ligado, tratado termicamente
  • Corrente em rolos, de elos articulados em aço
  • Correntes com olhais em aço utilizada em eixo cardan agrícola
  • Corrente calibrada de aço

 

É importante ressaltar que pelas regras de classificação fiscal de mercadorias, as NCMs mais específicas prevalecem sobre as mais gerais.

De forma geral, as correntes devem se encaixar nas classificações indicadas nesse post e não como partes de máquinas e equipamentos.

De qualquer forma, ainda há importadores que desconhecimento ou não, acabam enquadrando tais produtos nessa NCM. Não incentivamos tal prática que pode trazer multas e custos adicionais ao importador.

Para acesso à lista completa de produtos importados nessa NCM, entre em contato conosco por meio do formulário no final do post.

Dicas de como importar correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço

A importação de correntes e cadeias de ferro fundido, ferro ou aço é uma oportunidade interessante como já dito acima. Entretanto é necessário se atentar aos detalhes.

Para que você tenha sucesso nessa empreitada, compartilhamos dicas dadas por nosso pessoal de projeto e embarque.

 

  • Estude seus concorrentes. Eles podem te dizer muitas coisas, principalmente sobre o que não fazer;
  • Não crie bloqueios sobre quais produtos podem ser importados. Esteja aberto a todas oportunidades;
  • Familiarize-se com os procedimento e custos com a importação para a melhor tomada de decisão;
  • Sempre que possível conte com a ajuda de um profissional de importação;
  • Não desenvolva fornecedores e sim parcerias. Há muitos produtores que querem enviar seus produtos ao Brasil e você pode ser a ponte;
  • Foque em fornecedores especializados para que possa explorar o seu conhecimento e possíveis melhores condições comerciais.

 

Agora que você já tem as informações iniciais para o seu projeto, resta colocá-lo em ação. Na teoria, tudo parece muito simples, mas como empreendedor, sabe o quão complicado um processo de negócios pode ser.

Empreendendo com a Importação

Saiba que a importação, uma vez bem planejada, traz bons retornos ao seu negócio. Assim, se você tem um plano de importação, mas não sabe por onde começar, a IBS pode te ajudar.

Dessa forma, pensando nos empreendedores do Brasil, desenvolvemos a Análise de Viabilidade de Importação.

O objetivo deste serviço é que o empresário entenda o funcionamento da importação e crie seu próprio negócio. Como resultado, alcançará resultados exponenciais com a importação direta.

Então, já pensou em ter acesso a informações relevantes para melhor planejamento e execução da importação?

Temos certeza que você concorda que isso diminuiria os riscos e aumentaria as chances de sucesso.

 

Como ter sucesso na importação?

Existem alguns passos a serem seguidos para ter sucesso na importação.

Primeiro, o empreendedor tem a ideia do negócio, mas ainda não sabe que caminho seguir, quais são os próximos passos.

Todos os dias, recebemos dezenas de ligações de empreendedores com muita vontade de iniciar seus negócios, buscando um direcionamento quanto à importação.

Logo depois, a IBSolutions entra para auxiliá-los nesse processo. Com mais de 10 anos no mercado, temos conhecimento e experiência para auxiliar sua empresa a tomar o caminho correto.

Traduzimos a ideia em termos de oportunidades, por meio da Análise de Viabilidade de Importação. Portanto, damos forma ao projeto e mostramos qual caminho deve ser seguido.

Uma vez confirmada a viabilidade, o projeto torna-se negócio. É nessa etapa que conseguimos desenvolver fornecedores para o seu produto.

Logo em seguida, fazemos os embarques pilotos de amostras.

Ao passo que a demanda aumente, as importações tornam-se regulares, diluindo custos. Finalmente, quando sua empresa se consolida, cria-se uma cultura importadora e a empresa buscará novas oportunidades com a importação.

O que esperar da Análise de Viabilidade de Importação?

A Análise, além de permitir uma visão completa dos fatores que influenciam a importação, também permite que o empreendedor:

Como importar correntes - Tempo economizado

  • Economize tempo;
  • Reduza custos com amostras;
  • Diminua os esforços iniciais na busca de conhecimento de importação.

 

Dessa maneira, com um plano de negócio de importação, a sua empresa tem projetos bem estruturados e desenvolvidos com base em conhecimento e cenários realistas disponibilizados pela IBSolutions.

Nesse sentido, temos criado oportunidades surpreendentes com a Análise de Viabilidade de Importação. Em outras palavras, nossos clientes têm se beneficiado muito, e você também pode!

 

Atraia a atenção de investidores;

  • Introduza no Brasil novos produtos;
  • Explore novos nichos de mercado;
  • Desenvolva parcerias com marcas.

 

Em síntese, estes são os principais pontos abordados:

  • Detalhamento de NCM e impostos
  • Indicação de procedimentos da Receita federal e órgãos anuentes
  • Estudo da legislação aduaneira
  • Análise de custos de importação
  • Simulação de cenários de embarque (quantidade e variação da moeda)
  • Indicação de prazos

 

Juntamente com isso, para que você visualize os resultados que pode obter, disponibilizamos alguns extratos do que você pode encontrar na sua análise.

 

Questione, aja e conquiste.

 

Quer saber mais sobre importação e exportação ou de que forma podemos te ajudar? Entre em contato conosco.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat